domingo, 6 de março de 2016

Desabafos || Gordos, karma is a bitch!

São precisamente 4 da manhã e eu sei que já devia estar a dormir, malditas insónias que dão cabo de mim...
Há quem conte carneirinhos, eu conto-os de uma forma moderna: espreito o facebook. O facebook, nos últimos tempos, tem-se revelado uma ferramenta engraçada, tem sido um reflexo de que o karma existe para todos e é bem bitch.
Vou-vos contar uma história, aliás, trechos da minha história.
Quando era miúda, e durante bastante tempo, eu era considerada a ovelha negra da escola, era diferente das outras raparigas, mais gordinha, ainda usava os (malditos) vestidinhos aos folhos que a minha mãe me obrigava a vestir porque via toda uma graça nojenta, que ainda hoje só de pensar naqueles padrões florais ou nas bolinhas brancas dá-me náuseas, e claro está que com 13/14 anos, a adolescência torna os miúdos curiosos demais, então no que tocava a rapazes eu era a miúda sem graça, que não servia nem para dar a mão, quanto mais namoriscar.
Dessa altura, lembro-me particularmente de um trio que vivia perto de mim, quer dizer, vivíamos todos perto uns dos outros, ou não fosse aquilo uma espécie de aldeia onde tudo se vê e tudo se sabe, e eles de volta e meia era "oh gorda" pra cá, "oh besuga" pra lá, "oh pote" e outras coisas lindas que qualquer criança introvertida e solitária adora ouvir. Então havia um que amaaaava essas maldades, ainda hoje consigo ouvir na minha mente os risinhos histéricos de cada vez que vomitava esse tipo de  "elogios" aos mais fracos.
Há meia dúzia de meses o facebook mostrou-me que essa personagem, não só se tinha tornado também um "besugo", um "pote", como andava a fazer propaganda da sua página para se motivar e motivar outras pessoas na mesma situação que ele, a luta contra o peso.
Mas recuando mais um pouco, por volta dos 10/11 anos, apaixonei-me perdidamente por um rapaz que era vizinho do meu primo. Como eu passava imenso tempo em casa da minha tia e eles eram muito amigos, era inevitável não o ver ou aquele sentimento assolapado não crescer. Lembro-me das minhas exibições inocentes, vestidos bem ajeitados, cabelo looongo e lindo até ao rabo (que o meu pai adorava ver e exigia que o mantivesse imaculado), mas aqui eu era correspondida só que a certa altura a vergonha de admitir isso para os outros reduziu-o aos risos e às críticas do "és gorda, não quero nada contigo".
Também aqui o facebook me mostrou a força do karma. Não, ele não se tornou um gordo, mas casou com uma. E se naquela altura ele fugia da hipótese dos amigos nos verem juntos, hoje é ver fotos por tudo o que é perfil, dele e dela, juntos.
Não, não tenho qualquer inveja sobre isso. Fiquei bem resolvida quanto a ele e à sua repulsa em relação à minha gordura da altura, segui em frente.
Mas não deixo de pensar sobre isto, de pensar que aqueles que hoje proclamam que não existe nada de belo num gordo, que os gordos são criaturas nojentas e que são assim porque querem, que não têm sequer direito a serem felizes, a amarem, como se o amor, o direito à vida, fosse só para os magros, os mais fortes da espécie como diria Darwin, amanhã podem ser tão gordos com os bolsos da auto estima tão rotos capazes de os atirarem para as ruas da amargura.
Não deixa de ser curioso vê-los do outro lado da estrada, a sentirem os olhares do escárnio, a viverem com os dedos da maldade alheia apontados à sua auto estima, à sua integridade moral, como se a gordura lhes ditasse aquilo que eles são, ou o que podem ou não ser, vê-los com a sua liberdade condicionada por um espelho que a sociedade nos amarra à alma como se tivéssemos feito mal a alguém.
Karma is a bitch, babe! As estradas têm muitas curvas, muitos altos e baixos, muitos buracos, e de repente, vemo-nos do outro lado, sem saber bem como passámos para lá. Mas passamos, passamos sempre.




40 comentários:

  1. Se pensas que são só os gordos que levam com esse tipo de preconceito, enganas te.
    Sempre me lembro de ser magra, aliás ainda o sou, e lembro me perfeitamente de quando era mais pequena ouvir principalmente os rapazes a gozarem comigo "tábua de passar ferro" "esqueleto vaidoso" "escadote ambulante". Tudo elogios giros como podes ver. Hoje em dia, não ouço esses comentários, mas por exemplo sou incapaz de ter uma relação com algum rapaz. Sou muito insegura com o meu corpo.
    Mas sabes, a minha mãe diz me sempre isso: temos de nos aceitar primeiro, nos amar primeiro.
    A sociedade é tramada. Nunca está "satisfeita com nada". Arranjam sempre algum defeito. Criam rótulos sem necessidade, nem que fossem exemplo para alguém.
    Isso revolta me um bocado.
    Beijinhos
    achamarrita.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é verdade meu amor! A minha vizinha era o meu oposto, magríssima, e os mesmos que me massacravam com o "oh gorda" eram os mesmos que a massacravam com o "oh palito"... Enfim, quando se é miúdo consegue-se ser muito estúpido, mas mesmo assim acredito que há limites!

      beijinho

      Eliminar
  2. obrigada pelo comentário <3
    tens toda a razão naquilo que dizes! nunca sabemos o dia de amanhã é maltratar os outros pelo o aspeto é uma coisa terrível!

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se é, e as marcas que pode deixar, na maioria das vezes fica-se para a vida!

      Beijinho querida

      Eliminar
  3. A minha ira era bem magra e os rapazes chamavam-lhe perninhas de alicate, esqueleto vaidoso e outras coisa mais. Por isso não são só os gordos que são troçados. As crianças são cruéis sem se aperceberem muitas vezes que o são.
    Apaixonada aos 11 anos? Caramba que a Princesa era bem precoce.
    Agora outra coisa. Ouvi um médico dizer que nunca se deve ir para a net quando se está com insónias. Ele diz que o tipo de luz irradiado pelo ecrã agrava as insónias. Aliás ele disse que as pessoas deviam deixar de estar no pc uma hora antes de irem para a cama. Por causa dessa luz não lhes provocar a insónia.
    Um abraço e bom domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão Elvira, eu já li sobre isso, mas é mais forte que eu. Irrita-me quando tenho insónias e ficar a olhar para o ar ou virar-me de um lado para o outro à espera que o sono venha...

      beijinho grande e boa semana

      Eliminar
  4. Olá!
    A vida é uma via de mão dupla. Ora estamos de um lado, ora estamos do outro e da forma como ferimos podemos ser feridos com as mesmas armas. Fiquei feliz que o vídeo do meu blog tenha colaborado para deixar o seu coraçãozinho mais leve. Calma e serenidade é o que lhe desejo. Que o momento difícil seja superado. Amei o seu blog
    Um domingo feliz e abençoado
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade, e cada vez vejo mais isso à medida que o tempo passa! Tudo o que damos é-nos devolvido em dobro, é nisso que acredito.

      Um beijinho grande minha querida e bem-vinda

      Eliminar
  5. A sociedade Nunca está "satisfeita com nada". Arranjam sempre algum defeito.

    gostei de conhecer o seu cantinho te seguindo aqui.
    http://blogdaadilene.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, e assusta-me a forma como os miúdos de hoje em dia são cada vez mais exigentes com os outros e também consigo mesmos! Já não há tolerância, respeito.

      beijinho minha querida e muito bem-vinda

      Eliminar
  6. Claro que há pessoas que passam na adolescência pela fase da estupidez...e ums bem mais apuradinhos que outros certo!
    óbvio que alguns amadurecem e deixam para trás as ideias parvas e estúpidas que os caracterizou na adolescência e ainda bem que se tornam adultos capazes de ver as coisas de outras forma (nem que não seja por lhes ter calhado essa "sorte").

    Com isto quero dizer também que ás vezes a "educação" em casa não chega e ás vezes os pais nem sonham os filhos medonhos que são na escola perante os outros!

    Não imaginas como estas coisas me chateiam, até porque é nesta fase da vida que algumas marcas ficam para sempre. Ainda bem que no teu caso não, mas tu és de armas...e há muitas pessoas que não o são e às vezes pequenas marcas do passado tornam-se grandes obstáculos no futuro.

    Um beijinho Márcia, bom domigo.
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é mais assustador ainda é os pais não perceberem, nem sequer terem uma ideia de como são os filhos! Assusta-me esta falta de atenção, de tacto dos pais em não perceberem como é que são os filhos, em conhece-los minimamente. Só assim se educa, se acharem que está tudo bem, que os filhos são as coisinhas mais cutxi e perfeitinhas à face da terra é normal que um dia, quando for tarde demais, olhem para o lado e digam "mas o que foi que eu criei?".
      Tens razão quando falas sobre as marcas, ainda hoje guardo muitas que por muito que me esforce não passam, não saem, fazem parte de mim. E isto é mau porque dói, e vai doer sempre!

      beijinho minha querida

      Eliminar
  7. Passei por coisas semelhantes, e tal como tu tenho visto o destino a tramar das suas :)
    Obg por passares no meu blog :) Olha eu ali no lado direito do teu blog a fazer o nº75 :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahaha vais ser sempre a minha nº 75! :D
      Podes crer, não há melhor vingança do que a vida!

      beijinho minha querida

      Eliminar
  8. A vida dá muitas voltas!
    Infelizmente, há pessoas genuinamente más, que só estão bem a maltratar os outros.

    r: Tenho imensa curiosidade em experimentar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que sim, mas o que elas não sabem é que tudo volta a nós em forma redobrada. Se as pessoas soubessem, acreditassem nisso, quantos erros não seriam evitados..

      beijinho minha querida

      Eliminar
  9. NADA COMO UM DIA (ANO)APÓS O OUTRO, O TEMPO COLOCA TUDO EM ORDEM.
    AQUI PELA PRIMEIRA VEZ E TE SEGUINDO.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade, e eu tenho visto o tempo atuar bem sobre algumas pessoas! Não precisei de guardar rancor, rogar praga ou fazer mal, segui sempre em frente, com o tempo elas "pagam" o que me devem.

      Beijinho minha querida e seja muito bem-vinda

      Eliminar
  10. Eu acredito taaaanto no karma e confesso que gosto de ver o destino a 'vingar-se' por mim ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui que ninguém nos lê, confesso que sinto o mesmo gostinho quando vejo o karma a atuar!

      beijinho minha querida

      Eliminar
  11. Nem mais... a vida dá muitas voltas!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh se dá minha querida, oh se dá! Nem precisamos fazer nada, só esperar.

      beijinho querida

      Eliminar
  12. O importante é sermos felizes como somos!
    Boa semana, beijinho *

    ResponderEliminar
  13. Esse é o problema de mts pessoas, n se colocar no lugar do outro, as coisas mudam, o mundo dá voltas!!!
    Pior qd se é criança, mts vezes elas são mt crueis...

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acredito que as crianças são genuínas, o serem cruéis elas aprendem e isso vem muito de casa e da forma como elas são recebidas no mundo social. Bem, isto dá pano para mangas, um dia hei-de falar sobre isto!

      beijinho minha querida

      Eliminar
  14. Eu acho sinceramente que a maioria das crianças não tem noção do que as suas palavras provocam nos outros, claro que há sempre aqueles que dizem mesmo para magoar mas acho que a maioria é tão inocente naquilo que faz, que se um adulto perdesse 5min a explicar-lhe o que a outra pessoa sente ele nunca mais o faria.

    Eu por exemplo quando era miúda sempre fui daquelas que liderava e toda a gente obedecia e então eu dizia coisas muito disparatadas para defender os meus amigos (ninguem se metia comigo, só com os meus amigos e depois eu ia defende-los) e nunca ninguém me fez parar para pensar no que eu estava a fazer. na minha cabeça eu só defendia as pessoas que eu gostava e não parava para pensar que ao fazer isso estava a magoar outra pessoa.

    Acho que se os adultos parassem de dizer "sao só crianças" e se sentassem a conversar com elas e a explicar-lhe que a outra pessoa tambem sente, tambem sofre, tambem chora. O mundo das crianças era muito mais fácil...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredites ou não, as crianças sabem bem o que dizem! Não têm é a noção das emoções que as palavras delas carregam, mas acredita que sabem, tudo depende se elas têm uns pais atentos, que cuidam mas que educam ao mesmo tempo.
      Vou-te dar um exemplo, o meu filho mais velho quando foi para a creche tinha 3 anos, até ali sempre tinha estado comigo em casa, resguardado do mundo social, dos outros. A dada altura, já a meio do "ano letivo" ele começou a vir agressivo para casa, até que conversei com ele e ele explodiu e disse "estou farto do Wesley, não gosto dele" e eu perguntei porquê e ele respondeu "ele é castanho e está sempre a portar-se mal, a chatear os outros meninos, não gosto nada dele", ou seja, o meu filho começou a dar sinais de racismo, a associar o facto daquele menino portar-se mal com o facto de ele ser de cor. Conversei com ele, houve vezes que até ralhei e disse que aquilo não se dizia, que as pessoas são todas diferentes e que só porque o menino se portava mal e era castanho não significava que ele tinha que desrespeita-lo ou não brincar com ele ou trata-lo mal. Tantas vezes lhe disse isso, tantas vezes conversamos os dois, que no final do ano ele já brincava com o miúdo e ficaram muito amigos, mesmo que o garoto tenha continuado a ser mal comportado!
      Portanto, isto para te dizer, que os miúdos, se lhes explicarem o porquê das coisas, dando exemplos bem reais, eles percebem, compreendem e mudam de atitude.
      O problema aqui é que os pais sempre viveram muito distanciados dos filhos, e ainda hoje é assim, hoje protegem-se demais os miúdos, educam-nos mal e depois compensam-lhes a ausência com brinquedos e com "satisfazer as vontades". Ser pai e mãe é uma tarefa árdua, exige muito tempo, muita paciência, muita vontade, muita persistência, só assim é que se consegue que a "maldade" dos miúdos, que muita gente teima em dizer que é algo natural, seja atenuada.
      Penso também que os miúdos de hoje em dia são expostos a muita coisa desde cedo, mas isto é um assunto que dá pano para mangas, um dia falo sobre isto. :)

      beijinho

      Eliminar
  15. As voltas que a vida dá...
    Olha, sobretudo que sejam todos felizes e que tenham ultrapassado os valores trocados que tinham quando eram mais novos.
    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade minha querida! Acho que são felizes, pelo menos parece. Nunca lhes desejei mal, mas é certo que a vida dá voltas e portanto cada um tem aquilo que dá aos outros.

      beijinho

      Eliminar
  16. A vida dá realmente muitas voltas ..

    Eu também já fui gordíssima e agora o meu problema é mais conseguir ganhar peso xD

    Beijinho,
    Cláudia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer que dá! Nem precisamos de fazer nada, tudo o que vai volta.

      beijinho querida

      Eliminar
  17. A vida dá muitas voltas!!

    Beijinhos e boa semana querida!
    The Lost Louboutin Blog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é meu amor! "what goes around comes around" como diz o nosso amigo Justin Timberlake

      beijinho e boa semana para ti minha querida

      Eliminar
  18. É sempre assim, existem sempre essas pessoas infelizes que para se sentirem bem com elas próprias gozam com os outros! Deixa lá que no meu tempo ainda ouvi muitas vezes chamarem-me de pernas de alicate! Enfim, ainda bem que o tempo passa e as pessoas crescem! Muito obrigada pelo teu comentário, és uma querida! <3

    http://free-colors.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, mas olha que conheço algumas que cresceram mas continuam com a mesma pequenez de mente! Mas que a vida dá voltas, lá isso dá.

      beijinho minha querida

      Eliminar
  19. A maldade está em todo o lado e para tudo, para os gordos, para os magros, feios, bonitos, tudo...o problema é que o ser humano é mau e mesquinho e tem sempre tendência para criticar o próximo antes de olhar para si próprio.
    Beijinhos e boa semana.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. Karma is a bitch, really is!! Curioso que nas minhas insónias também corro o facebook (o que às vezes me acorda é ainda mais lol).

    ResponderEliminar